Marta Jordão Paço, atleta do Surf Clube de Viana ficou em terceiro lugar no Campeonato do Mundo de Surf Adaptado. Com 13 anos e invisual, a atleta foi uma das três representantes lusas na prova.

A praticar surf há pouco mais de um ano, Marta Paço contou com o apoio do Município de Viana para a deslocação à Califórnia onde decorreu a competição. Em comunicado, o executivo já se congratulou pelo feito. “O executivo municipal congratulou-se com a conquista do bronze da atleta Marta Jordão Paço no ISA World Adaptive Surfing Championship, que decorreu na Califórnia, nos Estados Unidos da América”. O vereador do Desporto, Vítor Lemos, referia que “queremos apresentar a Marta como exemplo de superação e determinação“.

A adolescente integrou a comitiva da seleção portuguesa de surf adaptado no “ISA World Adaptative Surfing Championship”, que decorreu entre os dias 12 e 16 de dezembro, na praia de La Jolla, em San Diego, Califórnia.

O campeonato mundial de surf adaptado foi criado para dar aos surfistas com deficiência e mobilidade reduzida a oportunidade de participarem numa competição mundial no estilo paralímpico. Este ano, a prova contou com a presença de 120 atletas, provenientes de 24 países. Segundo a Federação Portuguesa de Surf, os três atletas portugueses foram escolhidos depois de um estágio liderado pelo treinador da equipa nacional, Bernardo Abreu.

Esta foi a segunda participação de Portugal no mundial de surf adaptado. No ano passado, o país estreou-se no campeonato com a participação do atleta Nuno Vitorino, numa prova que reuniu surfistas de 20 países, também na Califórnia. Em ambas as provas, os atletas contaram com a ajuda de um técnico exclusivo, de maneira a que se reunissem todas as condições para os incluir.