A AdAM – Águas do Alto Minho acaba de lançar o concurso público para a execução da empreitada referente à expansão de redes de saneamento na sua área de intervenção no concelho de Valença. O projeto conta com financiamento comunitário no valor de 529 202,25 euros ao abrigo do REACT-EU (Recovery Assistance for Cohesion and the Territories of Europe – Assistência de Recuperação para a Coesão e os Territórios da Europa) e tem um valor total de 705 603 euros.

O projeto vai concretizar-se na freguesia de Silva. A expansão das redes de saneamento terá uma extensão de 4,7 quilómetros, incluindo duas estações elevatórias, e irá servir uma população superior a 340 pessoas e 110 alojamentos.

Esta empreitada integra um conjunto mais vasto de investimentos que a AdAM vai concretizar ao longo dos próximos meses, que recebeu decisão favorável para atribuição de cinco milhões de euros no âmbito do aviso convite N.º 05/REACT – EU/2021 inserido no Eixo VII– REACT-EU do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (COMPETE 2020). Trata-se de um instrumento de reforço da Política de Coesão criado pela Comissão Europeia e que visa promover a recuperação da crise e das respetivas consequências sociais, fruto da pandemia Covid-19, bem como à preparação da recuperação ecológica, digital e resiliente da economia.

Este aviso convite foi dirigido a entidades gestoras agregadas em regime de parceria entre o Estado e as autarquias locais das áreas abrangidas pelo programa, na qual se encontra a Águas do Alto Minho, visando o cofinanciamento de operações que promovam o aumento da capacidade de resposta e resiliência das infraestruturas de saneamento de águas residuais dos sistemas em baixa e promover a adesão aos serviços através da extensão do serviço às populações que ainda não dispõe deste serviço.

O investimento global terá um valor total de oito milhões de euros e implicará a construção de 72 quilómetros de rede de saneamento, beneficiando cerca de quatro mil habitantes e duas mil habitações, em todos os municípios que integram a parceria com a AdAM.

Estas obras irão beneficiar a população, com a melhoria dos serviços básicos de saneamento, promovendo a diminuição da poluição urbana nas massas de água, melhorando um serviço que se reconhece como sendo um direito humano.

Os serviços básicos de saneamento são um pilar fundamental para a sustentabilidade, proteção do meio ambiente e dos recursos naturais da Região do Alto Minho, contribuído fortemente para a qualidade da água dos rios, das praias, do oceano e para o futuro de todos.

A Águas do Alto Minho é a entidade responsável pela exploração e gestão do sistema de águas da região do Alto Minho, prestando os serviços de abastecimento e saneamento de águas residuais nos municípios de Arcos de Valdevez, Caminha, Paredes de Coura, Ponte de Lima, Valença, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira.

O sistema de águas da região do Alto Minho surgiu com a celebração do Contrato de Parceria Pública entre o Estado Português e os Municípios referidos, cobrindo uma área de 1 585 km2. Está dimensionado para fornecer mais de nove milhões de m3 de água potável por ano a cerca de 100 mil clientes e para recolher e tratar mais de seis milhões de m3 de água residual por ano produzida por cerca de 70 mil clientes.

Prestar um serviço mais fiável, eficaz e de qualidade, através de uma gestão eficiente dos recursos naturais, das infraestruturas e dos serviços de operação e manutenção, promover a melhoria da qualidade da água e reduzir perdas de águas e infiltrações são objetivos da AdAM, que atua de acordo com as melhores práticas do setor da água em Portugal, garantindo um atendimento próximo, disponível e eficiente a todos os nossos clientes.