A exposição reúne cerca de duas dezenas de obras do acervo do Museu de Artes Decorativas e é representativa de várias vertentes artísticas, em arte com traços de fé e religiosidade.

O conjunto engloba uma variedade de peças singulares, em talha, escultura, têxtil e pintura sobre madeira, com imagens sacras, desde o século XVI (a mais antiga), ao período barroco e neoclássico.

As obras, na sua maioria, foram incorporadas no Museu na primeira metade do século XX, e são imagens utilizadas na liturgia e nas demonstrações devocionais, provenientes de espaços do património religioso do concelho.