Desde o início da pandemia de Covid-19, a autarquia de Viana já comparticipou a realização de 1800 testes.

O autarca vianense explicava ontem, aos jornalistas, no final da reunião de Câmara, que “sempre que havia dúvidas foi necessário fazer testes e nós temos vindo a acompanhar”. José Maria Costa dava conta da disponibilização de testes rápidos para as forças de segurança, elementos da proteção civil, colaboradores das Instituições Particulares de Solidariedade Social e membros dos espaços públicos. “Numa colaboração com a Cruz Vermelha, a Unidade Local de Saúde, e o delegado de Saúde temos vindo a disponibilizar testes rápidos em situações que se detetam situações de casos covid”.

O autarca vianense aguardava as novas indicações do Governo e manifestava que naquela reunião tinham aprovado, por unanimidade, o protocolo de colaboração para o funcionamento da unidade de retaguarda, a funcionar no Centro Cultural. “Este equipamento continuará disponível enquanto fazer falta”, referia. José Maria Costa adiantava que “o bem da saúde é, de facto, importante”.