O Grupo AVIC entrou ontem, dia 01 de abril, em layoff. O grupo do setor do turismo, transportes e restauração emprega cerca de 400 trabalhadores.

“Estamos neste momento a viver uma crise sem paralelo na nossa história, afetando transversalmente todas as atividades da empresa, vivendo ainda sob a ameaça da nossa saúde individual e coletiva”, refere o presidente do grupo. Valdemar Cunha conta que “durante décadas o Grupo AVIC conseguiu ultrapassar tempos de incerteza, principalmente motivados por crises económicas ou sociais, e sempre as empresas souberam adaptar-se aos tempos e aos desafios”.

Numa mensagem positiva, o responsável explica que “saberemos superar este desafio com espírito de sacrifício e responsabilidade, confiantes que sairemos desta crise com mais força e determinação em continuar os objetivos das empresas, adaptando-nos de forma realista e eficiente para podermos construir um futuro sólido para todos. Desejo a todos saúde e serenidade nesta fase.”

Na área dos transportes a crise provocada pelo Covid-19 levou à paragem de mais de 90% da frota, afetando todos os serviços de carreira, Expresso e alugueres ocasionais e regulares.

O presidente do Grupo AVIC destaca também a necessidade do pagamento imediato de dívidas por parte de todas as entidades públicas devedoras, de todas as quantias já vencidas, assim como pagamento das demais quantias nas respetivas datas de vencimento, para que as empresas sobrevivam durante este período de paragem e retomem a atividade com mais estabilidade.