A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Monção vai contar com uma nova Equipa de Intervenção Permanente (EIP), constituída por cinco elementos em regime de permanência, aumentando a sua capacidade de prevenção e socorro à população local, tendo como missão a salvaguardar de pessoas, bens e natureza.

A constituição desta equipa, que vem reforçar o trabalho desenvolvido pela equipa existente, resulta da celebração de um protocolo de cooperação, assinado ontem, ao final da tarde, no Edifício do Loreto, entre a Câmara Municipal de Monção, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Monção.

“Verdadeiro pilar da proteção civil, a corporação de bombeiros tem de ser apetrechada com os meios humanos e materiais que permitam responder, eficazmente, às necessidades de prevenção e proteção das pessoas. Ciente da importância desta missão, a Câmara Municipal assume como prioridade a valorização contínua dos nossos bombeiros, garantindo, assim, uma maior capacidade de intervenção”, António Barbosa, presidente da Câmara Municipal de Monção.