A Câmara Municipal de Caminha oferece testes antigénio gratuitos a todos os membros das Assembleias de Voto de modo a garantir a sua segurança e maior confiança àqueles que quiserem votar nas próximas eleições legislativas. A aquisição de testes já foi garantida de modo a que possam estar disponíveis para o dia 30 de janeiro, bem como para a realização do Voto Antecipado em Mobilidade ou recolha de voto junto de eleitores em confinamento obrigatório ou internados em estruturas residenciais para idosos.

Para Miguel Alves, presidente da Câmara Municipal de Caminha, “o que se pretende é que os membros que se voluntariam para cada Mesa de Voto se sintam tranquilos relativamente à sua saúde e à saúde dos outros e que os cidadãos eleitores sintam confiança para sair de casa e exercer o seu direito cívico. Adquirimos 160 testes antigénio que vamos distribuir por todas as freguesias e estamos disponíveis para ajudar todos os Presidentes de Junta na organização de cada local de voto”.

Nesta senda de aumentar as garantias dos cidadãos eleitores, a Câmara Municipal de Caminha requereu também a criação de duas Mesas de Voto Antecipado em Mobilidade que estarão em funcionamento no dia 23 de janeiro em Caminha, no edifício central da Câmara Municipal e em Vila Praia de Âncora, no Gabinete de Apoio ao Munícipe. Para o autarca a ideia é “facilitar e incentivar o voto e a participação cívica. Quem não puder ou não quiser votar no dia 30 de janeiro, pode inscrever-se para votar no domingo anterior (dia 23 de janeiro), sem apresentar justificação, apenas se não tiver a possibilidade de o fazer no “dia normal” de votação ou se quiser antecipar qualquer receio de fila ou enchente no dia 30 de janeiro. A inscrição tem é de ser feita entre os dias 16 e 20 de janeiro, através do Portal do Voto Antecipado da Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna – www.votoantecipado.mai.gov.pt”.

Recorde-se que a Câmara Municipal garante também a existência de uma Assembleia de Voto constituída por funcionários da autarquia que se deslocarão a casa das pessoas ou aos lares de idosos para recolher o voto de eleitores em confinamento obrigatório ou internados naquelas instituições. Nestes casos a inscrição deve ser feita entre os dias 20 e 23 de janeiro, também através do Portal do Voto Antecipado.