O júri do concurso do Cartaz da Romaria para 2021 já está a analisar as 46 propostas para selecionar o cartaz deste ano. A divulgação será feita no final do mês.

“Temos a sublinhar que apesar dos condicionalismos que ainda se vivem, devido à pandemia e  toda a incerteza que nos rodeia, tivemos o dobro das propostas de 2020, em que as festas foram  praticamente simbólicas, sem público. Daí ser importante este interesse acrescido por este  concurso”, refere o presidente da Comissão de Festas, António Cruz.

O concurso, que decorreu de 24 de março a 21 de maio, e que pela primeira vez as candidaturas poderiam ser feitas, por via digital, através do site www.festasdagonia.com, contou com a participação de 31 autores, que apresentaram 46 diferentes propostas.

O tema foi livre e o júri vai avaliar “vários critérios, nomeadamente a eficácia da mensagem, originalidade e criatividade, ou a qualidade técnica e estética das propostas”.

“Tal como temos feito sempre, vamos apresentar o cartaz vencedor no final de junho”, informa o presidente da Comissão de Festas da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia.

A festa vai decorrer de 19 a 22 de agosto, em Viana do Castelo, com um programa ao vivo e alguns momentos apenas ‘online’, em função da evolução da pandemia de Covid-19.

Depois do mote “Sentir as festas d’Agonia” em 2020, que pela primeira vez em quase 250 anos deixou a Romaria sem público, para prevenir a transmissão da doença, a Comissão de Festas  admite que “nesta edição já será possível também vivê-las, com alguns eventos, nomeadamente  no Centro Cultural da cidade e ao ar livre na componente religiosa, mas embora ainda com  restrições”.

É o caso da Festa do Traje ou dos tradicionais concertos da Romaria, com os Sons do Minho e  Augusto Canário e Amigos.

Dentro da habitual programação também deverá realizar-se uma Feira de Artesanato, com  horários de funcionamento e circuitos previamente estabelecidos, para evitar aglomerações e cumprir as orientações da Direção-Geral de Saúde.