A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira comemora hoje, dia 09 de abril, os 100 anos do edifício dos Paços do Concelho com uma cerimónia simbólica e restrita que marca o arranque da programação alusiva aos 700 anos da Fundação de Vila Nova de Cerveira (1 de outubro de 1321).

“2021 apresenta-se como um ano verdadeiramente histórico para Vila Nova de Cerveira, pelo que a autarquia definiu uma programação alargada por seis meses, de forma a fazer coincidir duas datas: o primeiro centenário do edifício dos Paços do Concelho e os sete séculos da atribuição do foral a Vila Nova de Cerveira pelo Rei D. Dinis”, referiu fonte do Município, em comunicado.

Ex-libris de Vila Nova de Cerveira e da identidade cerveirense, o Castelo de Cerveira acolheu, ao longo dos séculos, vários serviços jurídicos, religiosos, militares, e a própria Câmara Municipal funcionou, durante largos anos, num edifício no interior das muralhas, onde ainda hoje permanece o icónico Pelourinho, símbolo de jurisdição municipal.

Mas, o evoluir dos tempos e as exigências da sociedade obrigaram a repensar um novo edifício para servir de Paços do Concelho, e os primeiros sinais datam de 1908, com o assunto a ser levantado em reunião de câmara. Em apenas um ano, o projeto da autoria do arquiteto Carlos Fernandes Leituga foi aprovado por unanimidade. No entanto, a história revela que o processo de edificação foi longo e com alguns contratempos, desde logo financeiros e burocráticos, mas sobejamente resolvidos com pronta resposta de beneméritos cerveirenses. O início da construção do edifício remonta a janeiro de 1916, tendo sido inaugurado a 9 de abril de 1921.