Amanhã, segunda-feira, dia 21 de setembro, a Sé de Viana do Castelo recebe “os restos mortais de D. Anacleto, acolhimento que será solenizado através da celebração canónica da hora de completas, finda a qual se encerrará respetivamente a igreja”, informa fonte da Diocese.

Pelas 21h30, decorrerá, respeitando as regras da Direção Geral de Saúde, a “Oração de Completas”.

Na terça-feira, dia 22 de setembro, de manhã, a igreja estará aberta para a “oração livre e espontânea dos fiéis que, segundo uma entrada controlada e condicionada ao espaço disponível, poderão recolher-se em súplica e ação de graças junto dos restos mortais de D. Anacleto Oliveira”, pode ler-se no comunicado da Diocese.

A Diocese de Viana informa que “reconhecendo a legitimidade e justiça de uma despedida por parte de toda a família diocesana, quer reiterar o pedido a que todas as manifestações de carinho decorram com a maior serenidade e responsabilidade, para assim dignificarmos o estimulo que, durante 10 anos, foi a presença de D. Anacleto”.

Na quarta-feira, os restos mortais de D. Anacleto Oliveira estarão em câmara ardente na Catedral da Diocese de Leiria-Fátima a partir das 10h, às 12h15 é celebrada a Missa habitual e às 15h o cardeal D. António Marto preside à Missa Exequial.

Pelas 15h tem lugar a “missa exequial, presidida pelo Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, com a presença dos restantes Bispos pertencentes à Conferencia Episcopal Portuguesa, o presbitério da Diocese de Viana do Castelo e os representantes dos diversos movimentos eclesiais, assim como autoridades civis e militares, segundo os lugares disponíveis e identificados dentro da Sé Catedral”, acrescenta o comunicado.

Foto: Visit Portugal