O designer vianense Rui Carvalho foi o líder da equipa responsável pela nova identidade gráfica do Município de Ponte da Barca. A apresentação aconteceu ontem, terça-feira, no auditório do Santo António do Buraquinho.

Inspirado nos elementos do património natural e edificado daquele concelho, mas também nas tradições e identidade, a nova imagem do Município de Ponte da Barca “alicerçou sobretudo no respeito por um território com uma história ímpar”, referia o designer. Rui Carvalho falou da “longa jornada” e da influência da palavra “herança”, sobretudo “imaterial”.

“Este é um território de paixões e emoções, que mantém um grande compromisso com o passado”, acentuava Rui Carvalho. Acrescentando que “fomos à origem” e ao “orgulho de ser barquense”.

O autarca barquense destacava os elementos presentes na nova identidade, “desde logo o nosso emblemático rio, a natureza, patente nos símbolos mas também nas cores da nova imagem – o azul e o verde -, o património edificado como a ponte medieval ou o castelo da Nóbrega, e elementos do nosso património imaterial riquíssimo”, assegurava Augusto Marinho.

Augusto Marinho salientou também que “era importante para o concelho que temos hoje adaptar uma linguagem mais moderna, mas fundamentalmente mais representativa do que somos enquanto comunidade. Se nós não tivermos uma imagem modernizada e capaz de se adequar aos dias de hoje, então perdemos competitividade face aos outros municípios, portanto, é uma estratégia para nos conseguirmos posicionar enquanto concelho atrativo que queremos”.

José Alfredo Oliveira, vereador da Modernização Administrativa do Município, explicou que este novo conceito “apresenta-se como um símbolo que, pela simplicidade da sua linguagem gráfica, pode ser facilmente reconhecido e permitir a identificação da pertença ao território e à comunidade”.

“A identidade visual agora criada procura valorizar as características únicas do concelho de Ponte da Barca, potenciando uma nova estratégia de afirmação do nosso concelho, permitindo que Ponte da Barca tenha assim uma nova ferramenta de divulgação interna e externamente ao concelho”, concluiu.