A Diocese de Viana do Castelo acabou de anunciar o cancelamento das celebrações fúnebres previstas para hoje, devido aos atrasos na chegada do corpo de D. Anacleto Oliveira.

“Devido a atrasos, que são de todo alheios à Diocese de Viana do Castelo, e considerando que, por isso, o horário de chegada dos restos mortais de D. Anacleto é de todo imprevisível, o acolhimento dos mesmos será, unicamente, de caracter íntimo e reservado, pelo que ficam suspensas todas as celebrações previstas para esta noite, mantendo-se todo o restante programa anunciado”, esclarece a nota da Diocese.

Fonte daquele organismo reforça o pedido de “que sejam cumpridas todas as normas de distanciamento físico, assim como os criteriosos cuidados de higiene”.

Para amanhã, de manhã, a Matriz estará aberta para a “oração livre e espontânea dos fiéis que, segundo uma entrada controlada e condicionada ao espaço disponível, poderão recolher-se em súplica e ação de graças junto dos restos mortais de D. Anacleto Oliveira”, pode ler-se no comunicado da Diocese.

A Diocese de Viana informa que “reconhecendo a legitimidade e justiça de uma despedida por parte de toda a família diocesana, quer reiterar o pedido a que todas as manifestações de carinho decorram com a maior serenidade e responsabilidade, para assim dignificarmos o estimulo que, durante 10 anos, foi a presença de D. Anacleto”.