A fábrica de papel Ds Smith Paper de Viana do Castelo receberá benefícios fiscais para criar uma dezena de postos de trabalho e manter 265 até ao final de 2024.

“Foi aprovada a resolução que aprova a minuta do contrato fiscal de investimento a celebrar entre o Estado Português e a sociedade Ds Smith Paper Viana, S. A., com vista a um projeto de investimento associado de 107,5 milhões de euros, prevendo-se a criação de 10 postos de trabalho e a manutenção de 265 até 31 de dezembro de 2024”, refere o comunicado do Conselho de Ministros.

A nota não detalha o montante do benefício a atribuir à ex-Portucel Viana e Europac e com uma capacidade de produção anual 425 mil toneladas de papel, segundo comunicado publicado no site da empresa britânica.