Na cerimónia, que decorreu na Biblioteca da escola, que recebeu ontem, dia 09 de novembro, o nome de Luís Mourão, o presidente do Politécnico de Viana do Castelo começou por evidenciar o “trabalho de excelência da ESE-IPVC e que é reconhecido pela sociedade”. O “esforço de toda a comunidade académica” que permitiu mitigar as consequências da pandemia também mereceu destaque por parte do presidente.

Carlos Rodrigues engrandeceu ainda o gesto de Luís Mourão, “um homem bom, sábio e dedicado à escola e à academia”, que doou a sua biblioteca à ESE-IPVC. Francisco Trabulo, que faleceu há duas semanas, também foi recordado por Carlos Rodrigues.

Ainda na sessão solene, o diretor da ESE-IPVC, César Sá, aproveitou para evidenciar “o simbolismo” desta cerimónia. “Há dois anos prometemos fazer uma homenagem ao professor Luís Mourão que nos tinha deixado uns meses antes. Entretanto, veio a pandemia e só hoje cumprimos a justa e mais que merecida homenagem, duas semanas depois da perda inesperada do nosso Francisco Trabulo”, lamentou o diretor da ESE-IPVC, evidenciando o quanto os dois professores “potenciaram a geração que criou e fez crescer a escola”.

Ficou a promessa de “logo que seja possível” se fazer a homenagem que Francisco Trabulo “merece”. Entretanto, “inspirados pelo professor”, que faleceu há duas semanas, um aluno e um ex-aluno ofereceram à ESE-IPVC dois quadros pintados com o retrato de Francisco Trabulo.

Para o vice-presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Manuel Vitorino, o aniversário da ESE-IPVC é “tempo de festa”, mas é também “tempo de celebração da memória, contribuindo para afirmar a identidade coletiva”.

Já a presidente da Associação de Estudantes da ESE-IPVC, Liliana Francisco, destacou “o notável prestígio e a capacidade académica” da escola, realçando a relação de proximidade entre professores e alunos. Em relação aos professores Luís Mourão e Francisco Trabulo, a presidente da associação confirmou que “não deixavam ninguém indiferentes”, admitindo que a “escola ficou mais pobre, mas com a memória e o exemplo” dos dois professores.

Professor Luís Mourão dá nome à biblioteca da Escola

 

A cerimónia de aniversário da ESE-IPVC começou com a inauguração da exposição documental, seguindo-se o ato solene de atribuição do nome do Professor Luís Mourão à biblioteca da ESE. Depois da sessão de abertura, a cerimónia continuou com o reconhecimento aos profissionais aposentados, aos estudantes com melhor média de ingresso e aos recém-doutorados da ESE.

A apresentação do livro de homenagem a Luís Mourão – In memoriam 1960-2019 foi seguida de um momento musical com Paulo Pinto ao piano e Manuel Marques ao saxofone.

O evento continuou com a leitura do texto “A vida com Árvores” de Luís Mourão. Entretanto, Gonçalo M. Tavares (FMH da Universidade de Lisboa), Osvaldo Silvestre (Faculdade Letras da Universidade de Coimbra), Isabel Allegro de Magalhães (FCSH da Universidade Nova de Lisboa), Diogo Martins (Faculdade Letras da Universidade do Porto) e Rui Manuel Amaral (editor e escritor) foram os convidados da Mesa Redonda.

Antes da cerimónia terminar com um momento musical proporcionado por Eugénia Moura ao piano, Teresa Gonçalves e Raquel Gonçalves deixaram os seus testemunhos em memória do Professor Luís Mourão.