O exército Português está desde hoje, dia 11 de julho, a vigiar a Serra de Santa Luzia.

A vigilância por parte dos militares acontece, assim, pelo nono ano consecutivo e pretende ser preventiva de incêndios nos quase 30 quilómetros quadrados de extensão da Serra de Santa Luzia. Já a vigilância dos escuteiros, em postos fixos, iniciará na próxima segunda-feira, 15 de julho, incidindo em Santa Luzia e no Monte Galeão / Srª do Crasto, em Deocriste.

Os militares estão a promover operações de vigilância mantendo permanentemente informadas as entidades responsáveis (CODIS – Comandante Distrital de Operações de Socorro, Bombeiros Municipais de Viana do Castelo) e comunicando, de imediato, qualquer ocorrência digna de registo.

A vigilância efetuada à serra de Santa Luzia pelos militares da Escola Prática de Serviços da Póvoa de Varzim resulta de um protocolo assinado entre a Câmara Municipal de Viana do Castelo e o Exército.

Desde 2010, ano em deflagraram variados incêndios naquela área do concelho, que os militares vigiam Santa Luzia durante o verão. A vigilância resulta de um protocolo que visa apoiar a autarquia, enquanto elemento da Proteção Civil, na vigilância da Serra de Santa Luzia, como ação de prevenção contra incêndios e concomitantemente na defesa da floresta e na manutenção das condições de vida das populações locais.