Duas funcionárias do IPVC, de 52 e 53 anos, ficaram, hoje, feridas com gravidade na sequência da explosão de etanol de um equipamento que aquecia refeições, na Escola Superior Agrária (ESA), em Ponte de Lima.

Em comunicado, o IPVC adianta que “duas colaboradoras dos Serviços de Ação Social afetas ao serviço de cantinas, de 52 e 53 anos de idade e com 25 anos de experiência, sofreram ferimentos na sequência de um incidente ocorrido hoje na Escola Superior Agrária do Politécnico de Viana do Castelo”.

As duas funcionárias encontravam-se, no Refeitório dos Frades, a ultimar os preparativos para servir o almoço aos participantes do Encontro Nacional de Ecologia que decorreu ontem e hoje na ESA-IPVC

O incidente, que provocou queimaduras nas duas funcionárias, ocorreu quando estavam a acender as lamparinas do Rechaud (um utensílio utilizado para manter a comida quente num buffet).  De imediato, as colaboradoras foram socorridas por um elemento da organização, com formação em primeiros socorros, tendo igualmente sido acionados os meios de socorro, que prontamente ocorreram ao local.

As colaboradoras foram encaminhadas para o Hospital de S. João, no Porto, onde se encontram em avaliação.

Fonte do Instituto diz que “o politécnico de Viana do Castelo tem-se mantido em contacto permanente com os familiares e encontra-se igualmente a acompanhar de perto a situação junto da unidade hospitalar”.