Pelo segundo ano consecutivo, a Fundação Bienal de Arte de Cerveira (FBAC) voltou a ser reconhecida pela Associação Portuguesa de Museologia (APOM), arrecadando os prémios “Comunicação Online 2020” e “Projeto de Educação e Mediação Cultural 2020”. A cerimónia de entrega presencial destas duas distinções decorrerá no dia 06 de agosto, no open space do Fórum Cultural de Cerveira.

Com o objetivo de celebrar o que de melhor se faz nos Museus portugueses e pelos seus profissionais, a Associação Portuguesa de Museologia (APOM) promoveu a 25.ª edição dos Prémios APOM em 2020. Devido à pandemia COVID–19, a cerimónia oficial decorreu em formato digital em dezembro do ano passado, sendo agora altura da entrega presencial das distinções. A Fundação Bienal de Arte de Cerveira acolhe, assim, dia 6 de agosto, às 15h30, a cerimónia de entrega formal dos seus prémios, nas categorias “Comunicação Online 2020” e “Projeto de Educação e Mediação Cultural 2020”.

Para o Presidente da Fundação Bienal de Arte de Cerveira (FBAC), Nuno Correia: “As distinções corroboram o excelente trabalho que a Fundação e a sua equipa têm vindo a dinamizar em prol da cultura e das artes. Apesar de todas as vicissitudes e dificuldades, a FBAC tem conseguido adaptar-se e reinventar-se, mostrando que está bem viva e capaz de se continuar a desafiar e até antecipar o futuro”.

Inscrita na categoria da ‘Comunicação Online’, a candidatura “Fundação Bienal de Arte de Cerveira ON” vem reconhecer a estratégia de comunicação multiplataforma da Instituição, onde se privilegia uma relação de proximidade e coerência com os diferentes públicos. “As ferramentas de comunicação (página oficial, newsletter, redes sociais, museu online, etc.) são assumidas como uma extensão do espaço expositivo, permitindo criar novas perspetivas e leituras junto dos públicos. Mas, acima de tudo, têm possibilitado desmistificar a arte contemporânea junto dos targets, incentivando a participação e a interatividade”, explica o presidente da FBAC, Nuno Correia.

Promovido pelo Serviço Educativo do Museu Bienal de Cerveira, o “LAC – Laboratório de Aprendizagem Criativa” foi distinguido na categoria ‘Projeto de Educação e Mediação Cultural’. Através da construção de espaços de aprendizagem e de ações educativas disruptivas com base na arte contemporânea, a iniciativa tem como objetivos contribuir para a melhoria da qualidade de aprendizagem dos alunos, promover o sucesso escolar e reduzir a taxa de insucesso e abandono. No total, o projeto proporcionou novas experiências no Museu Bienal de Cerveira e nos seus espaços oficinais a 1800 jovens estudantes dos Agrupamentos de Escolas de Vila Nova de Cerveira, Melgaço e Valença. A iniciativa é uma ação integrada do projeto Scholl4All – Vila Nova de Cerveira, promovido pelo Município de Vila Nova de Cerveira, no âmbito do PIICIE, cofinanciado pelo Norte 2020/FSE.

Abrangendo 32 categorias, a 25ª edição dos Prémios APOM contou com 208 candidaturas, que foram apresentadas pelas instituições em maio de 2020. De recordar que, na edição de 2019, o prémio de “Melhor Museu de 2019” foi atribuído ao Museu Bienal de Cerveira, uma distinção que conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República.