O ferryboat Santa Rita de Cássia não cruzará o rio Minho a partir das 13h do próximo sábado, e durante todo o dia de domingo, assim como, nos mesmos horários, no fim de semana seguinte, acompanhando as restrições impostas no âmbito da covid-19.

O presidente da Câmara de Caminha considera que, tendo presentes as últimas decisões do Conselho de Ministros que deram conteúdo prático e legal ao estado de emergência que o país vive desde as 00h de segunda-feira e tendo em conta que Caminha é um dos 121 concelhos com risco elevado de infeção e por isso está especialmente abrangido por estas decisões, em especial as mais gravosas, o ferryboat que faz a travessia entre Caminha e A Guarda vai interromper a atividade naqueles dias, ou seja, 14, 15, 21 e 22 de novembro, a partir das 13h.

Miguel Alves assume que devem as autoridades municipais dar exemplo do cumprimento da legislação, pesando ainda na decisão o facto de ser haver, adicionalmente, uma medida específica de proibição de circulação na via pública nos fins de semana de 14 a 15 de novembro e 21 a 22 de novembro, precisamente a partir das 13h00.