Hoje, sexta-feira e amanhã, sábado, serão vacinados elementos das forças policiais do concelho. A informação foi avançada pelo vereador da Promoção da Saúde.

Ricardo Rego explicava, no período Antes da Ordem do Dia da reunião de Câmara de 18 de fevereiro: “hoje [18 de fevereiro] foi o primeiro dia. Foi um teste, um momento de aprendizagem, mas as coisas correram bem. Durante a manhã foram vacinadas 210 pessoas com mais de 80 anos. No período da tarde, serão inoculadas 110 pessoas com mais de 50 anos e doenças associadas, bem como 100 de profissionais do dispositivo de Proteção Civil (bombeiros e entidades policiais)”.

O vereador acrescentou que “na sexta-feira e no sábado, continuará a decorrer a vacinação das forças policiais e que durante a próxima semana será aumentada a capacidade de vacinação, estimada em cerca de 800 pessoas por dia, estando a população a ser convocada através dos Centros de Saúde”.

A vacinação no concelho para maiores de 80 anos e de 50 anos, mas com comorbilidades, foi iniciada na quinta-feira, tendo sido vacinadas 420 pessoas. O vereador lembrou que “estão previstos suplentes para se, eventualmente, no caso de existirem sobras, não ocorrerem os problemas. Já estão elencadas pessoas da proximidade que estarão de sobreaviso para a necessidade de lhes serem administradas as vacinas”.

O plano de vacinação contra a Covid-19 é uma parceria entre a Câmara de Viana do Castelo e a Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) e conta ainda com o apoio das Juntas de Freguesia, que asseguram o transporte de utentes com dificuldades de mobilidade.

O Centro de vacinação, instalado no Pavilhão Desportivo da Meadela tem oito ‘boxes’, quatro dedicadas ao centro de saúde de Viana do Castelo, duas ao de Barroselas e outras duas ao de Darque.

De acordo com o vereador, o centro de vacinação conta com percurso de circulação com sentido único, salas de espera após a vacinação, que inicia com cinco minutos de vigilância permanente por parte de um profissional de saúde, mais 20 minutos de espera, antes do utente dar por concluída a vacinação.

No pavilhão está ainda instalada uma zona de emergência, dotada “com profissionais de saúde especializados para acudir a algum utente que possa sentir-se mal”, estando ainda prevista uma resposta para “situações excecionais, de pessoas com mobilidade muito reduzida”, no exterior do pavilhão.

“Hoje foi-nos pedida a instalação de mais uma sala de emergência porque ocorreram duas reações anafiláticas ao mesmo tempo. Já estamos a proceder a alterações para dar resposta às solicitações dos profissionais de saúde”, informou o vereador.