Esta imagem é mais uma das constantes que os geocilindros têm apresentado desde a sua implantação aos veraneantes que nesta época primaveril acorrem à praia da Amorosa, em Chafé. Contudo, é importante questionar-se sobre a presença de dois sacos tipo fibroplástico junto de um geocilindro perfurado. Teria sido o mar ou seria alguém? Além disso, […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.