A GNR de Viana do Castelo, através do Posto Territorial de Valença deteve no dia 21 de julho, um homem de 60 anos, por violência doméstica, no concelho de Valença.

A detenção aconteceu no âmbito de uma investigação relacionada com violência domestica, que decorria no Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE). A vítima, de 62 anos, foi “violentamente agredida ao longo de quase 40 anos, tendo por diversas vezes sido hospitalizada em estado grave”.

Em comunicado, a GNR explica que “os problemas de alcoolismo do suspeito, e a situação de extrema pobreza em que o casal vivia, coabitavam com o cenário de agressões sucessivas sobre a vítima, muitas vezes privada do dinheiro e obrigada a passar fome”.

“Até novembro de 2019 a vítima sempre o defendeu dizendo que as causas das lesões que aparentava eram motivadas por quedas. Nessa data foi condenado à medida de coação de afastamento da vítima mas esta acabou por retomar a relação”, refere fonte da GNR, em comunicado.

O suspeito foi condenado a pena efetiva de prisão de três anos e dois meses, ficando a aguardar o início de cumprimento da pena em prisão preventiva.