O presidente da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho), participou no webinar sobre “Captação, Retorno e Fixação de Pessoas em tempos de COVID 19: Balanço e Propostas de Ação 2020-2030”, uma iniciativa organizada pela CIM Alto Minho, CIM do Cávado e Instituto Ourensano de Desarrollo Económico – INORDE, que contou com a presença da secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira. Na sessão, José Maria Costa defendeu o aprofundamento da cooperação transfronteiriça como uma das bases para o futuro da região.

A sessão de abertura do webinar contou com a participação do Presidente da Câmara Municipal de Braga, Presidente da CIM do Cávado, do representante do INORDE, do Presidente do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) e da Secretária de Estado da Valorização do Interior.

Na sua intervenção, José Maria Costa sublinhou a importância de aprofundar a cooperação transfronteiriça. “Face aos grandes desafios que a COVID-19 colocou às regiões transfronteiriças, é necessária maior cooperação transfronteiriça nos domínios da cultura, empresarial e científico”, sublinhou o edil.

Para o autarca, é necessária uma Estratégia de Cooperação Transfronteiriça: “a Região Norte e a Galiza podem dar um contributo importante ao desenvolvimento desta euro-região se cooperarmos mais no futuro”.

Já a secretária de Estado sublinhou a importância dos “desafios complexos e globais da demografia, defendendo dinâmicas de criação de emprego, a prestação de serviços sociais e as acessibilidades como pontos chave prioritários. “O Governo está preocupado em desenvolver medidas que mitiguem a tendência da demografia” e que visem “o desenvolvimento equilibrado de todas as regiões”, pelo que a tutela tem definido um programa de valorização do interior para os territórios mais débeis.