Durante a última  reunião de câmara realizada na antiga sede da Junta de Freguesia de Roussas, o edil Manoel Batista tranquilizou todos os presentes quanto ao aviso publicado em Diário da República, no passado dia 20 de março, em que se anuncia que uma empresa australiana requereu a atribuição de direitos de prospeção e pesquisa de depósitos minerais, entre os quais lítio, para a área de Fojo, localizada nos concelhos de Arcos de Valdevez, Melgaço e Monção.

Manoel Batista foi perentório ao assegurar que “o tema está a ser objeto de análise técnica por forma a fundamentar uma reclamação junto da Direção Geral de Energia e Geologia, no prazo estabelecido no aviso: 03 de maio”.

O presidente da Câmara assegurou ainda que “todas as diligências a desenvolver sobre este assunto serão sempre em articulação com os municípios de Arcos de Valdevez, Melgaço e Monção”. Manoel Batista assegura que não permitirá que um bem único como a paisagem do território seja colocado em causa.