A partir de sábado, dia 23 de janeiro, as missas e catequese deixam de se realizar. A decisão foi da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), que determinou essa medida devido ao agravamento da situação epidemiológica em Portugal. Apenas funerais continuam a ser permitidos.

Embora lamentando fazê-lo, a Conferência Episcopal Portuguesa determina a suspensão da celebração ‘pública’ da Eucaristia a partir de 23 de janeiro de 2021, bem como a suspensão de catequeses e outras atividades pastorais que impliquem contacto, até novas orientações”, refere um comunicado da CEP.

“As exéquias cristãs devem ser celebradas de acordo com as orientações da Conferência Episcopal de 8 de maio de 2020 e das autoridades competentes”, referem os bispos.

Fonte da CEP explica que “é um imperativo moral para todos os cidadãos, e particularmente para os cristãos, ter o máximo de precauções sanitárias para evitar contágios, contribuindo para ultrapassar esta situação”.

Quanto aos arquipélagos da Madeira e dos Açores, serão dadas “orientações próprias”.