624 mulheres vão desfilar, mais logo, às 16h, pelas ruas de Viana. Estre manhã, foram 60 apresentar os cumprimentos ao Executivo Municipal e a duas delegações internacionais, uma de Andorra La Vella e outra da Câmara de Lézennes, França.
“O Desfile da Mordomia é o primeiro grande momento da Romaria da Senhora d`Agonia 2019”, dizia Parente da Cruz na cerimónia de receção dos cumprimentos, que este ano, e pela primeira vez se realizou na manhã do primeiro dia da festa. O presidente da Comissão Executiva das festas deixava votos de uma boa romaria, porque “afinal, somos todos romaria”.

“As festas da Senhora d´Agonia são um poema à vida. E escrito com letras de sal, de terra, de linho e de ouro, manifestava o autarca vianense. José Maria Costa explicava ainda que “é no sal, e no mar que está a essência e a razão de ser das festas da Agonia. Mas é também um poema escrito a letras de terra, porque nesta festa a comunidade quer estar com a comunidade piscatória. E no cortejo histórico-etnográfico temos uma representação da vida de campo. É também a festa do linho, porque as raparigas procuram vestir-se o melhor possível, trazendo o passado para o presente”.

“As festas da Agonia são um poema de vida feito com genuinidade e autenticidade”, manifestava o autarca vianense.

Logo, às 16, serão 624 mulheres que vão desfilar trajadas e ouradas pelas principais ruas da cidade. Partem do jardim do antigo Governo Civil passam pela rua de Aveiro, praça 1º de Maio, Rua Nova de Santana, Passeio das Mordomas, Avenida Conde Carreira. Segue-se a descida da Avenida dos Combatentes da Grande Guerra, Alameda João Alves Cerqueira, Rua Góis Pinto e termina no Largo de S. Domingos.

A Romaria d’Agonia acontece de 16 a 20 de agosto com diversos momentos religiosos e profanos.