Uma mulher de 43 anos foi detida em Vila Nova de Cerveira por saltar o confinamento obrigatório. A informação foi avançada por fonte do Comando Territorial da Guarda Nacional Republicana de Viana do Castelo.

“No seguimento de uma denúncia e após diligências efetuadas pelos militares da Guarda, foi possível abordar a mulher na via pública, violando assim o dever de confinamento obrigatório decretado pela Autoridade de Saúde Pública, tendo sido detida e acompanhada ao seu domicílio”, expressa fonte da GNR.

A detida foi constituída arguida, e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Cerveira.

A GNR recorda que ficam em confinamento obrigatório no respetivo domicílio ou noutro local definido pelas autoridades de saúde todos os doentes com covid-19, os infetados com SARS-CoV-2, e os cidadãos relativamente a quem a autoridade de saúde ou outros profissionais de saúde tenham determinado vigilância ativa. A violação do confinamento obrigatório constitui crime de desobediência.