Viana do Castelo, Ponte de Lima, Caminha e Vila Nova de Cerveira querem delimitar a Área Protegida de Interesse Municipal da Serra d`Arga. Esta informação foi avançada, à Agência Lusa, pelo coordenado do projeto “Da Serra d`Arga à Foz do Âncora”, Guilherme Lagido.

Durante os próximos dias os representantes daquelas autarquias vão reunir para “além da delimitação da área a proteger” será ainda apreciado o “regulamento que a regerá”.

Guilherme Lagido manifestou ainda que “será a primeira reunião formal de um processo que ainda vai demorar algum tempo. os dois documentos finais, um relativo à delimitação da área e, o outro, ao regulamento, terão ainda de ser submetidos à apreciação das respetivas câmaras e assembleias municipais”.

O também vice-presidente da Câmara de Caminha explicou que este projeto resulta de um estudo realizado, entre 2017 e 2019, pelas empresas Território XXI, Floredata, Wenature, Miew Creative Studio, no âmbito de uma candidatura a fundos Norte 2020, no valor de 350 mil euros.

“A constituição da área protegida não é uma consequência da exploração do lítio em Portugal, mas antes o resultado  da necessidade que os municípios sentiam de preservar e valorizar aquele território”, salientou.