A 15.ª edição do Festival de Música Eletrónica já cumpriu a primeira noite. O cartaz atrai amantes daquele estilo de música de vários cantos do mundo. Hoje as portas abrem antes das 18 e deverão fechar já depois das 09h. As duas últimas atuações, Zadig e Dj Nobu, estão marcadas para as 07h.

“Vou a todos os festivais do Alto Minho, mas a este nunca tinha vindo”, começa por dizer a vianense Manuela Pimenta. Como era a edição comemorativa do 15.º aniversário, Manuela Pimenta manifestava que “apesar de não gostar de música techno está a valer muita a pena”.

Ao lado estava José Aguiar também vianense e um estreante no Neopop. “Vim porque é o primeiro festival Neopop depois da Covid-19. E tinha alguma curiosidade em vir cá. Estamos encantados. O espaço é maravilhoso. Só tenho a dizer bem da organização. Não é o meu estilo de música, mas estou a gostar. É um festival para todas as gerações”, salientava.

Um pouco mais afastada, mas também amiga estava Isabel Guimarães, que também elogiava a organização. “Pelo que estou a ver Viana do Castelo tem uma imagem muito deturpada daquilo que está aqui. Isto tem uma organização muito superior aquilo que as pessoas imaginam. Seria importante os vianenses conhecerem antes de criticarem”, referia.

As experiências sensoriais, música e projeção, duram até ao próximo sábado. Hoje, quinta-feira terá atuações de Tiago Carvalho e vasco Valente; Tiago Marques; Cruz; Rui Vargas; Honey Dijon;KAS:ST; Amelie Lens; Nina Kraviz e Zadig, no NeoStage.

No Anti Stage, as atuações iniciam-se com Ana Pacheco; Dj Lynce e Tendency; Violet e Photonz; Leon Vynehall; Hessle Audio festa Bean UFO/Pearson Sound/Pangaea; Courtesy; Peter Van Hoesen e DJ Nobu.