A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Braga, deteve ontem, dia 26 de maio, o presumível autor de um incêndio ocorrido durante a noite de 08 para 09 de abril passado, numa freguesia do concelho de Viana do Castelo.

A Polícia Judiciária informa, em comunicado, que “incêndio consumiu por completo dois espigueiros, avaliados em cerca de 15.000 (quinze mil) euros, que se encontravam no logradouro de uma habitação”.

O homem, com 55 anos de idade, trabalhador agrícola e residente na freguesia onde ocorreu o incêndio, atuou, segundo aquela força policial, “num quadro de vingança e de violência doméstica, sendo a principal vítima a sua esposa, de 54 anos de idade, de quem se encontrava separado”.

As diligências subsequentes realizadas pela PJ permitiram “a recolha de  elementos de prova, que conduziram à detenção fora de flagrante delito do indivíduo, o qual vai agora ser presente às autoridades judiciárias competentes para interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação”.