O Municipio de Ponte de Lima vai reforçar o patrulhamento e a vigilância, em espaços rurais e florestais que apresentem risco mais elevado de incêndio.

Nos próximos dias o efetivo de patrulhamento e vigilância das autoridades será reforçado, através de sistemas de videovigilância de deteção de incêndios o que permitirá às Forças de Segurança e Polícia Judiciária uma rápida intervenção.

Considerando que a maioria das ocorrências registadas, direta ou indiretamente, tem origem em comportamentos humanos, a autarquia apela aos cidadãos que assumam e pratiquem comportamentos que contribuam para a diminuição do risco de ignição, não usando fogo junto das áreas florestais e informando as Autoridades sobre qualquer situação suspeita.

De referir que no corrente mês em Ponte de Lima registaram-se mais de 40 ignições, o que representa mais de 500 hectares de área ardida.

O novo sistema de videovigilância para deteção de incêndios, representa um investimento municipal de cerca de quatro mil euros, e vai ser instalado já a partir da próxima semana em todos os acessos florestais do concelho, permitindo “detetar um incêndio, o infrator a atear o incêndio ou simplesmente fazer a monitorização das vias que dão acesso ao local e, através da identificação da matrícula chegar aos fogos”, revelou Vasco Ferraz, vereador responsável da Proteção Civil do Município de Ponte de Lima.