A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) desaconselhou a prática balnear na praia de Vila Praia de Âncora. A informação foi avançada pelo Município de Caminha depois de ser notificado pela APA.

“Agência Portuguesa do Ambiente informou a Câmara Municipal de Caminha que os resultados provisórios obtidos numa colheita de água efetuada na água balnear de Vila Praia de Âncora apresentam indícios de contaminação microbiológica que obrigam ao desaconselhamento temporário da prática balnear naquela praia”, lê-se na publicação do Município.

O aviso foi publicado ontem à tarde e vigorará até que “seja comprovado que a água balnear em questão apresenta, novamente, a qualidade que se lhe reconhece”.

O Município, em articulação com a Capitania do Porto de Caminha, já deu instruções aos concessionários da praia de Vila Praia de Âncora para içarem a bandeira vermelha e afixarem, nos painéis de praia, o aviso de “Banhos Desaconselhados”.

Hoje a Agência Portuguesa do Ambiente vai efetuar novas colheitas que servirão para contra-análise, esperando-se que os seus resultados, que serão conhecidos na manhã de sábado, possam permitir o levantamento deste condicionalismo e o regresso à prática balnear normal.

O Município de Caminha espera que “as novas análises possam reiterar a excelência da qualidade da água do mar de Vila Praia de Âncora, fator que tem permitido alcançar, nos últimos anos, de forma consecutiva, o galardão de Bandeira Azul da Europa”.