O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, disse ontem, dia 21 de maio, que o ano letivo 2020/2021 vai ter aulas presenciais e à distância.

“Temos de nos preparar para em setembro — ou não em setembro, mas se calhar em outubro, ou novembro — termos o que os ingleses designam por ‘b-learning, uma conjugação entre ensino à distância e ensino presencial”, afirma o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, em entrevista ao Público.