A reparação de um cabo elétrico do primeiro parque eólico flutuante da Europa, instalado ao largo de Viana do Castelo, avariado há meses, começou nas “últimas semanas” para “brevemente voltar a produzir energia renovável para a rede nacional”. Em resposta recente a um pedido de esclarecimento da Lusa, fonte da Windplus, consórcio que gere o […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.