O Consórcio Minho Inovação, que integra as três Comunidades Intermunicipais do Alto Minho, Cávado e Ave, promove mais uma vez no próximo dia 29 de maio, em Viana do Castelo, o Ciclo de Conferências “Estórias do Minho – Narrativas no Feminino de uma Geografia Identitária” no âmbito do projeto âncora “PA2. Touring Cultural – Identidade Cultural do Minho”, cofinanciado pelo Norte 2020.

A 6.ª conferência, a realizar no Museu do Traje, em Viana do Castelo, pelas 16h, com o título Sarah Affonso: no Minho há o sentido antigo das coisas, pretende constituir um momento de reflexão sobre a importância da pintura de Sarah Affonso inspirada na iconografia popular do Minho de então e as suas memórias da infância, vivida em Viana do Castelo, a partir de um olhar e cultura urbanos e de uma completa formação artística.

A conferência irá contar com a participação de um reputado painel de investigadoras, constituído por Ana Vasconcelos, investigadora e curadora da recente exposição realizada na Fundação Calouste Gulbenkian “Sarah Affonso e a Arte Popular do Minho”; Ana Gabriela Macedo, Professora Catedrática do Departamento de Estudos Ingleses e Norte-Americanos da Universidade do Minho; Elisa Noronha Nascimento, Investigadora do CITCEM – Universidade de Letras do Porto e moderado por Maria Amélia Ribeiro de Carvalho, também docente na Universidade do Minho. Esta conferência será transmitida on-line através do link: https://www.facebook.com/gabinete.deimprensa.

No final, haverá ainda uma performance teatral interpretada pelo Grupo de Teatro Itinerantenredo, a partir da obra de Sarah Affonso.

Neste Ciclo de Conferências que percorrerá os 24 municípios do Minho, pretende-se valorizar um olhar inovador sobre a herança cultural do Minho rememorada no feminino, enquanto sociedade de forte tradição matriarcal, propiciando uma narrativa congregadora de saberes e valores identitários que importam estudar, conhecer, cuidar, preservar, valorizar e divulgar.

Para estas conferências serão convidadas personalidades académicas com trabalho de investigação de grande relevo na área em análise – Identidade Cultural do Minho. A organização pretende, além de fornecer aos participantes os conteúdos sobre os temas propostos, promover uma experiência identitária do território, através da dinamização de um momento cultural relacionado com cada uma das conferências.

Em junho destaque para a oitava conferência a realizar em Vizela, no dia 5, sábado, pelas 15h30, com a seguinte temática Corte na Aldeia – ambiente literário e participação feminina no século XIX: Ana Amália Moreira de Sá, em Guimarães, no dia 19 de Junho, sábado, pelas 14h00, no Paço dos Duques de Bragança, sobre D.ª Teresa e o governo da Terra portucalense (1112-1128), em Cabeceiras de Basto, no dia 25, sexta-feira, pelas 17H30, na Casa da Lã, sobre o tema O Minho nas Mãos das Mulheres de Bucos e ainda em Esposende, no dia 26, às 21h00, com o título ENTRE A TERRA E O MAR: as Mulheres, a Economia e o Ordenamento do Território.

A participação nestas sessões é gratuita, contudo e considerando as regras de ocupação do Museu do Traje de Viana do Castelo, por razões de segurança sanitária, solicitamos, que, na possibilidade de participação, a inscrição seja efetuada através do site www.minhoin.com, de forma a procedermos à respetiva reserva. As inscrições são limitadas assegurando as recomendações e regras da DGS (orientação 028/DGS) na prevenção do Covid_19.