A Liga dos Amigos do Hospital de Santa Luzia (LAHV), em Viana do Castelo, vai criar, em colaboração com a Diocese, no seminário local, um hospital de retaguarda para responder às necessidades da pandemia do novo coronavírus.

O presidente da LAHV explicou à Agência Lusa que “em resposta a uma proposta da Liga dos Amigos, a Diocese de Viana do Castelo disponibilizou as instalações do seminário diocesano para acolher doentes na eventual sobrecarga do hospital de Santa Luzia, durante a atual fase de mitigação da epidemia de coronavírus”.

Na página de Facebook da Liga diz-se que o hospital de retaguarda será para utilizar numa “eventual sobrecarga do Hospital de Santa Luzia”.

“Obtido o aval do presidente do Conselho de Administração da ULSAM, a Liga dos Amigos do Hospital está a constituir a equipa pluridisciplinar que assumirá a preparação do pavilhão do Seminário para acolher adequadamente os doentes”, explicam no comunicado.

A Liga é liderada pelo antigo presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Defensor Moura, e também médico, especialista em medicina interna. A partir de casa, por estar a cumprir o confinamento recomendado por ter mais de 70 anos, Defensor Moura salienta que já estão “a constituir a equipa pluridisciplinar que assumirá a preparação do pavilhão do seminário, criando as condições necessárias para acolher, adequadamente, os doentes que venham a precisar deste apoio de retaguarda”.

Na terça-feira, o departamento diocesano da pastoral da saúde de Viana do Castelo informou que, em articulação com LAHV, iniciavam uma campanha de angariação junto dos sacerdotes do distrito de Viana do Castelo.

De acordo com a informação que constava, esta sexta-feira, cerca das 10h, na página oficial da diocese na Internet, https://www.diocesedeviana.pt/, foram já recolhidos 23.330 euros em donativos.

O dinheiro reverterá para a campanha, iniciada na semana passada, pela LAHV com vista a ajudar a ULSAM na aquisição de dez ventiladores.