A vacinação da população portuguesa vai decorrer em três fases e iniciar-se-á em janeiro. O plano de vacinação foi hoje apresentado e prevê que na primeira fase sejam vacinados 950 mil portugueses.

O coordenador do grupo de trabalho criado pelo Governo para definir o plano de vacinação, Francisco Ramos, disse, em conferência de imprensa, que os principais objetivos são “reduzir a mortalidade” e os “internamentos em unidades de cuidados intensivos”.

Numa primeira fase a vacina contra a covid-19 será administrada a pessoas com 50 ou mais anos e que tenham doenças crónicas mais graves, os utentes e funcionários de lares e ainda os profissionais de saúde e forças de segurança consideradas essenciais.

Na segunda fase estão incluídas 1,8 milhões de pessoas com mais de 65 anos (excluindo as que foram vacinadas na primeira fase) e cerca de 900 mil pessoas com morbilidades.

A terceira fase será para “o resto da população”, disse Francisco Ramos, dizendo que esta estruturação depende do “ritmo de abastecimento” de vacinas.