José Monte, vereador do PSD na Câmara de Valença, renunciou aos pelouros que desempenhava na autarquia, por discordar do rumo político seguido pelo atual presidente, mas permanecendo em funções até ao final do mandato autárquico.

“Hoje, dia 07 de janeiro, renunciei aos pelouros que me estavam confiados pelo senhor presidente. Após a saída do anterior presidente, Jorge Mendes, verifiquei que está a ser implementado um projeto político que considero não ser aquele que ajudei a construir quando, em 2005, apresentamos uma alternativa política pelo PSD aos valencianos”, refere José Monte, numa nota hoje enviada à imprensa.

Manuel Lopes assumiu a presidência, em novembro de 2019, substituindo no cargo Jorge Mendes, que foi eleito deputado do PSD pelo Alto Minho nas eleições legislativas de outubro desse ano. Em comunicado, o autarca explica que “o seu pedido de demissão [vereador José Monte], que me surpreendeu, tem um significado especial devido às dificuldades que todos vivemos no concelho e no país em geral, devido à pandemia”. Acrescentando: “quero assegurar aos meus conterrâneos, todos os valencianos e autarcas, que a Câmara Municipal continuará a funcionar sempre focada no interesse de Valença e dos valencianos”.