Hoje, dia 10 de dezembro, assinala-se o Dia Internacional dos Direitos Humanos. Viana do Castelo vai prestar homenagem ao português que salvou 30 mil pessoas do Holocausto, Aristides de Sousa Mendes.

O nome daquele vai ser atribuído a uma das praças da Praia Norte. Hoje, às 17h30, no Teatro Sá de Miranda vai decorrer uma conferência “A lista de Aristides Sousa Mendes”, por Ana Cristina Luz, autora do livro com o mesmo nome.

Meia hora depois será exibido o filme, com cenas gravadas na cidade, em 2011, ” O Cônsul de Bordéus”, de José Mazeda e Francisco Manso.

Aristides de Sousa Mendes foi o diplomata que, no início da Segunda Guerra Mundial, e quando desempenhava as funções de cônsul em Bordéus, concedeu cerca de 30 mil vistos para salvar a vida de refugiados do nazismo, a maioria judeus, contra as ordens expressas do então regime do Estado Novo. Obrigado a voltar a Portugal, foi demitido do cargo e ficou na miséria, com a sua numerosa família. Morreu na pobreza a 03 de abril de 1954, no Hospital dos Franciscanos, em Lisboa.