Durante os próximos dois anos, Viana do Castelo vai ter um polo do Comércio Digital.pt, anunciado esta semana em Viana do Castelo, no auditório de Santiago da Barra. Um programa que nos próximos  anos quer dar mais condições às empresas portuguesas para terem uma presença efetiva na internet, nomeadamente na área do comércio e serviços.

O secretário de Estado Adjunto e do Comércio,  Paulo Alexandre Ferreira, presente no evento adiantou que o “Governo apoiou desde a primeira hora” o ComércioDigital.pt que começou a ser preparado há um ano.

O governante realçou também não ter sido “obra do caso” a escolha de Viana do Castelo para sede desta iniciativa durante os próximos dois anos, a qual deverá funcionar em espaço da autarquia. “É simbólico termos escolhido esta cidade para sediar o ComércioDigital.pt. É notória a importância que as relações comerciais tiveram, têm e terão em Viana do Castelo ainda mais fruto da presença e proximidade ao mercado espanhol”, referiu.

O presidente da Câmara também destacou esse facto, a proximidade com o mercado da Galiza com cerca de quatro milhões de potenciais consumidores. José Maria Costa  sublinhou ainda a importância do polo na cidade. “Viana do Castelo é tradicionalmente, um espaço e território, onde, desde a fundação do município, o comércio teve uma grande importância. Queremos também que o comércio faça parte do nosso futuro e seja um grande empregador e criador de riqueza”, frisou, sublinhando a “dinâmica empresarial” do concelho.

No âmbito desta iniciativa, as micro empresas e PME que adiram ao programa vão ter acesso a um voucher com o serviço gratuito “3em1” durante um ano. Este serviço integra uma ferramenta de construção e alojamento de site, caixas de correio eletrónico e um domínio registado em .pt. O site da iniciativa está no endereço <www.comerciodigital.pt>.