Os Encontros de Cinema de Viana regressam de 18 de outubro a 05 de novembro. Profissionais, estudantes, cineclubistas e público juntam-se “numa celebração do meio cinematográfico”.

Conferência Internacional de Cinema ocorre de 22 a 27 de novembro, na Escola Superior de Educação de Viana do Castelo. Na edição de 2021, a Conferência procede em continuidade, entrosando-se nas redes de investigação ibero-americanas que têm ao longo dos anos sido construídas a partir da AO NORTE, com duas mesas-redondas subordinadas aos temas de “Práticas de Cinema na Escola” e “Cinema, Comunidade e Formação”, acolhendo projetos de investigação e intervenção nas comunidades e com vista à promoção da cultura audiovisual e cinematográfica.

Este ano, haverá uma mesa sobre “Fotografia e Memória”, dedicada a práticas e usos da fotografia em contextos comunitários e etnográficos. Esta edição inaugura também a primeira edição do Work In Progress, um encontro para a apresentação e discussão de projetos de investigação na área do cinema, documentário e audiovisual.

O dia 27 será dedicado à mesa-redonda “Cinema, Educação, Comunidades” moderada por Isa Mateus, da Secretaria de Cinema e Educação da Federação Internacional de Cineclubes, FICC, e contará com a participação de Kim Bruun, da Associação Dinamarquesa de Cineclubes Infantis e Juvenis, de Laura Godoy, da Cinemateca Nacional do Equador “Ulises Estrella” da Casa da Cultura Equatoriana e Pablo Sancho Paris, da Federação Catalã de Cineclubes.

No dia 28, José da Silva Ribeiro, coordenador do Grupo de Estudos de Cinema e Narrativas Digitais da AO NORTE, modera uma mesa-redonda subordinada ao tema “Entre Imagens: Construir o Olhar” com a participação de Alessandro Ricardo Campos (UFPA, Festival do Filme Etnográfico do Pará), Alfonso Palazón Meseguer (Universidade Rey Juan Carlos, Madrid) Breno Sales (UFPA, Festival do Filme Etnográfico do Pará) Elsa Cerqueira (Núcleo Interdisciplinar da Criança e do Adolescente da Universidade dos Açores), Gregório Albuquerque (Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio EPSJV / Fiocruz) Jane Pinheiro (Universidade Federal de Pernambuco), Manuel Albino (IPCA, Instituto Politécnico do Cávado e do Ave / ID+), Manuela Cachadinha (Escola Superior de Educação – IPVC), Maria Alice Rocha (Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação – Universidade Federal Goiás) Núria Aidelman Feldman (Universidade Pompeu Fabra) e Teresa Norton Dias – Universidade da Madeira).

Na área da programação destaque para o Ciclo “Olhar a Leste”, de 25 a 29 de outubro, pelas 21h30, no Cinema Verde Viana. Com o fim da União Soviética e do domínio que exercia sobre os países que estavam sobre a sua influência, o Leste Europeu mergulhou num profundo processo de mudanças políticas, económicas e culturais. O ciclo “Olhar a Leste”, reúne um conjunto de documentários recentes da Rússia, Bielorrússia, Alemanha, Polónia e Roménia, e pretende contribuir para uma reflexão sobre essas mudanças operadas no mundo pós-soviético. Também no Cinema Verde Viana, Os Encontros de Cinema abrem as portas às escolas na secção “Cinema na Escola”, com a exibição de vários filmes em sala de cinema. No dia 20 de outubro, a AO NORTE apresenta, no Teatro Municipal Sá de Miranda, os “Trabalhos de Casa”, três documentários produzidos no âmbito do projeto “Alto Minho 4D – Viagem no Tempo”, promovido pela Comunidade Intermunicipal do Alto Minho.

Ao abrigo de um protocolo celebrado entre a Associação AO NORTE e o Estabelecimento Prisional de Viana do Castelo, cujos objetivos passam pela promoção da prática e cultura audiovisual em contexto prisional, sensibilização dos reclusos para a utilização do vídeo como ferramenta criativa, e o favorecimento de encontros e a troca de experiências e ideias entre reclusos e profissionais do audiovisual e do cinema, acontece, no dia 5 de novembro, o “Cinema Dentro”. Será projetado o documentário “Entre os Montes”, de Filipe Reis, Filipe Ferraz, Adérito Monte e Antónia Monte (Portugal, 2018, 49m38s). A exibição contará com a presença de Filipe Reis e Adérito Monte, e será seguida de um debate com os reclusos. Na programação dos Encontros de Cinema, destaque ainda para o Prémio PrimeirOlhar, uma secção competitiva coordenada por Pedro Sena Nunes, que visa premiar trabalhos realizados por estudantes de cinema ou audiovisuais, provenientes de escolas de Portugal, Galiza, Brasil e outros países de Língua Portuguesa. Os estudantes de 1º, 2º e 3º Ciclos e Secundário terão, também, uma secção competitiva através do Ação07! – Festival de Vídeo Escolar, a decorrer no dia 20 de outubro, no Teatro Municipal Sá de Miranda.

Os Encontros de Viana promovem também várias experiências formativas. Exemplo disso é a ação de formação “A Narrativa no Cinema”, que decorre na Escola Superior de Educação de Viana do Castelo, no dia 27 de outubro, pelas 09h00, orientada por Graça Lobo. No mesmo dia, pelas 17h30, os Encontros assinalam o centésimo aniversário do Garoto de Charlot, de Charles Chaplin (EUA, 1921, P/B, 68 min), com uma ação de curta duração para professores, “O Garoto Faz 100 Anos – propostas de análise fílmica”, orientada por Graça Lobo, com propostas de exploração pedagógica, celebrando um filme que é um modelo dos valores e das potencialidades da narrativa melodramática.

De 18 a 22 de outubro as escolas vão receber as oficinas de formação “Stop Motion” e “Brinquedos Óticos”, orientadas por Paulo d’Alva, de 02 a 04 de novembro, o realizador Pedro Sena Nunes orientará as “Histórias na Praça”, uma oficina de criação cinematográfica destinada a alunos do ensino básico e secundário, e,  no dia 5 de novembro, Sérgio Nogueira  orientará a oficina “Stop Motion com Smartphone”,  uma ação formativa de animação experimental com recurso a dispositivos móveis (smartphone ou tablet).

Destaque ainda para o Encontro Luso-Galaico de Cineclubes, nos dias 30 e 31 de outubro, que vai reunir cineclubes de Portugal e da Galiza, no Café Concerto do Teatro Municipal Sá de Miranda. Pretende-se debater o impacto da COVID na programação e na atividade cineclubista e como se têm adaptado os cineclubes e as salas independentes à pandemia. Do programa constam vários debates, a apresentação do documentário “A Távola de Rocha”, seguida de uma conversa com o realizador, Samuel Barbosa, Rodrigo Areias (Bando À Parte) e Américo Santos (Nitrato Filmes). No dia 31, pelas 10h00, Laura Godoy, Diretora da Rede de Cineclubes do Equador, apresentará uma série de curtas-metragens documentais “Cinema Indígena” Os povos e as identidades – retratos/relatos na primeira pessoa.

Os Encontros de Cinema de Viana, organizados pela Associação AO NORTE parceria com a Câmara Municipal de Viana do Castelo, assumem-se como uma experiência única no meio cultural da região e do país, proporcionando, a alunos, professores e público um espaço de partilha e discussão. A promoção do cinema junto dos jovens, exaltando a capacidade pedagógica deste meio, é um objetivo que tem pautado a ação de todos os envolvidos na organização e promoção destes encontros.