Entre as obras escritas por Frei Luiz de Souza avulta uma impressa talvez em Viana da Foz do Lima ou talvez em Lisboa , em 1619. Não há certezas.

O autor corrigiu e aumentou os materiais deixados por Frei Luiz de Granada e de Frei Luiz de Cácegas e na obra dedica um discurso em louvor do agora Santo D. Frei Bartolomeu dos Mártires.

Trata-se de uma rara primeira edição da vida deste antigo arcebispo de Braga que, embora nascido em Lisboa, quis ser sepultado em Viana onde viveu os seus últimos anos de vida, e depois de mandar construir o seu convento de S. Domingos, onde jaz .

É um volume in-fólio pequeno de frontispício gravado em quatro folhas de intróito e 282 paginas numeradas na frente. O frontispício consta de uma entrada de colunas jónicas e no frontão a figura da Caridade , encimada pela frase latina: Ardere e Lucere; no lado esquerdo a figura da Fé, e no direito a figura da Esperança; na base consta o brasão do arcebispo e a inscrição: Nolite conformari huic soecula.

Esta portada foi gravada pelo artista flamengo Joan Schorkens.
Com este livro vem o retrato de D. Frei Bartolomeu, também gravado por Schorkens, e é dedicado por Frei Luiz de Souza à Câmara e governo da notável Vila de Viana e a toda a mais nobreza e povo dela.

A grande estimação que tem tido este volume resultou fazerem-se dele imensas edições tanto em Português como em diversas línguas estrangeiras.

Referência: Arquivo de Viana do Castelo, 1934, pag. 322 a 324 — Lima, Henrique de Campos Ferreira