No ano de 1980, quando Óscar Romero, em plena luz do dia, celebrava a santa missa no altar da sua catedral, um tiro certeiro “mandou-o desta para melhor”. A onda de indignação que varreu o mundo nunca mais lhe restituiu a vida. Morreu o defensor dos pobres espoliados e o denunciante convicto das injustiças da […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.