Republican presidential candidate Donald Trump waits to speak as he is introduced at the New York Veterans Police Association during a campaign event in the New York City borough of Staten Island, NY, on April 17, 2016. New York State Primaries will held on April 19, 2016. (Photo by Anthony Behar) *** Please Use Credit from Credit Field ***

Uma pequena reflexão sobre o que se passa à nossa volta num período da história em que as responsabilidades humanas aumentam exponencialmente devido às capacidades que o desenvolvimento tecnológico coloca ao seu alcance, não conduz, antes pelo contrário, a previsões minimamente otimistas…

Na realidade, os crimes diariamente cometidos contra o Ambiente, cientificamente identificados e com resultados catastróficos, já não podem ser atribuídos apenas, ou sequer na maior parte, à ignorância: continuam a cometer-se pelo facto de, no imediato, serem lucrativos e a filosofia predominante de “quem vier atrás que feche a porta” permanecer.

Quando deparamos com um Donald Trump, “só o Presidente” da atualmente maior potência mundial, a retirar-se de um tratado internacional dificilmente conseguido, no sentido de combater a degradação ambiental, por considerar que tal degradação não passa de uma fantasia inventada por “pseudo-cientistas”, ficamos obviamente arrepiados…

Esta é uma das razões porque sou absolutamente contra a continuação da pesquisa do petróleo no Algarve.
Sendo os combustíveis dele provenientes responsáveis por uma percentagem significativa da poluição, creio que os fundos consumidos em tal pesquisa seriam muito mais úteis na promoção das energias não poluentes.

P.S. Sem ter qualquer tentação de alterar o texto acima, uma leitura mais atenta obriga-me a concluir faltar-lhe algo de menos negativo, capaz de animar o leitor. Daí a informação de que o nosso (felizmente ex-presidente da República…) entendeu oportuno fornecer-nos uma 2ª dose de 35 QUINTAS FEIRAS que, mesmo sem me dar ao trabalho de ler, antevejo capaz de motivar umas boas gargalhadas…

Foto: Time