Para muitos, os Anjos da Guarda são criaturas lindíssimas que habitam no céu, com asas enormes e esplendorosas, para outros nem tanto. Eu creio firmemente que os anjos são reais.

Na minha opinião, os Anjos da Guarda são as pessoas que amamos, que nos fazem bem e que nos ajudam na vida, como os nossos pais, amigos, família, etc. Também acredito que possam ser pessoas que já viveram connosco, mas que estão distantes de nós porque já partiram.

Eu tenho vários Anjos da Guarda que vivem entre nós, entre estes, os meus amigos, que não só estiveram comigo em momentos felizes como também nos mais tristes e difíceis. Tenho o meu irmão que me ajuda nas tarefas de casa e da escola, e, o mais importante de tudo, que me diverte imenso quando brincamos um com o outro; a minha mãe que tem sido a pessoa mais paciente comigo e que sempre me ajuda com tudo, me dá amor e aconchego nos momentos mais tristes. Estes são reais. Contudo, também tenho alguns Anjos da Guarda ou estrelinhas que já não estão comigo, como, por exemplo, os meus avós maternos que me criaram e me ensinaram a olhar a vida com um sorriso enorme, o meu pai que brincava comigo e me ajudou até ao fim da sua vida.

Eu acredito que os Anjos da Guarda que já não estão entre nós, principalmente o meu pai, estão sempre a olhar por mim e ajudam-me a escolher o caminho certo, a seguir em frente. Acredito que estão orgulhosos e felizes pela pessoa em que me tornei e pela pessoa que irei ser.
Eu acredito.

Lília Costa