Nascido em Dezembro de 1938, dia 17, primogénito de quatro irmãos, todos rapazes, o Zé António era cinco anos mais velho do que eu, pelo que, obviamente, não foi na instrução primária (quatro anos de escolaridade obrigatória) nem na catequese que nos conhecemos: aos onze anos, na minha comunhão solene, eu fui escolhido para recitar […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.