Se me perguntarem se o Ser-Humano é, natural e instintivamente, mais individualista ou mais gregário, confesso não saber dar a resposta…
Não há dúvida de que o EGO pessoal-individual tem primordial força e exigência no pensar, no sentir, no agir, dos Humanos… Somos todos muito ciosos do nosso EU… Isto é natural, é bom, é legítimo, é motor de progresso, desde que não conduza a extremos do “eu acima de todos e sempre, quaisquer que sejam as circunstâncias… Nenhum de nós, certamente, gostaria de saber-se e sentir-se como único Ser-Humano na Terra… a Solidão sem esperança transformar-se-ia numa eterna noite sem estrelas…! Isto, sem negar totalmente o adágio popular “é melhor só do que mal-acompanhado”…
Daí que o SER-HUMANO individual, qual agulha-magnética repulsiva do total isolamento, busque irresistivelmente contacto e convívio com Outrem semelhante a si… Assim surgem: Família, Vizinhança, Amizade, Solidariedade, Compaixão, Amor, União voluntária… O indivíduo, então, sem deixar de lado todo o seu Ego individual, forma voluntariamente com Outrem pequenas ou grandes Associações, onde possa sentir-se mais amparado, mais seguro, menos débil, no seu viver…
É o segundo patamar do Indivíduo integrado no Associativismo, referido por mim no título que dei a esta crónica. Surgem assim: Política, Desporto, Religião, Cultura, Turismo, Economia, Defesa, etc., etc..
Só que, infelizmente, não há dia-sem-noite, nem sol-sem-nuvens, nem nascente sem poente, nem mar-bonançoso sem vagas, nem BEM sem MAL…
As ditas Associações atrás referidas, multiplicadas e diferentes em número, latitude, época, constituídas por pessoas e princípios por vezes contraditórios no pensar e no agir, passaram a ceder ao Egoísmo-Colectivo, à desconfiança do outro, à auto-defesa do seu Ego…! Surgiram assim as lutas fratricidas, os ódios e invejas, o choque de interesses, entre Povos, Nações, Continentes, Potências e Super-Potências, olhando-se de soslaio reciprocamente…! Apareceram guerrilhas, mortandades, guerras devastadoras… Surgiram, porém, novos arco-íris de esperança: NATO, PACTO DE VARSÓVIA, ONU, UNIÃO EUROPEIA, tudo tendo em vista um Bem mais Comum para a COMUNIDADE HUMANA ou HUMANIDADE – essa Família admirável a preservar e defender por todos e cada um!!!