Depois de escutada a leitura da obra “Minas, o lápis professor”, de Susana Cardoso Ferreira, foi proposto aos alunos que criassem uma história com as três personagens do livro: um lápis, uma borracha e um afia. Da Diana Queirós, aluna do 4º A, recebemos o seguinte texto:

“Era uma vez um lápis que era muito amigo das letras, mas que nunca acabava as histórias que começava, e que adorava escrever, porque a borracha apagava sempre tudo o que ele escrevia.

Todos os dias a afia via a borracha a rir-se e o lápis a chorar. Até que um dia ficou farta de ver aquilo acontecer e decidiu ajudar o lápis.

O lápis, que já estava gasto sem nunca ter visto as suas amigas letras criarem uma bela história, por causa da maldade da borracha, foi tão bem afiado que a sua ponta se espetou na borracha, assustando-a e fazendo-a fugir para longe.

O lápis, muito alegre por se ter conseguido defender sozinho, conseguiu finalmente ver as suas amigas letras sucederem-se na folha de papel, umas atrás das outras, muito certinhas; conseguiu apreciá-las e fazer surgir, na folha branca de papel, uma história extraordinária em que uma borracha malvada destruía todas as histórias até ao dia em que um afia corajoso as salvou, afiando muito bem o lápis.”