Pelas piores razões, os Estaleiros Navais estão novamente na ordem do dia. O gestor nomeado para proceder à extinção da Empordef (holding onde se enquadravam os ENVC) denunciou, perante a comissão parlamentar da Defesa Nacional, a adulteração das contas desta unidade vianense no ano de 2013, duplicando-se-lhe praticamente os prejuízos (de 424 milhões de euros […]
Para ler a restante notícia, deverá ser assinante do Aurora do Lima. Subscreva uma das assinaturas para ter acesso às anteriores edições do Aurora do Lima. Faça Log in ou assina já.