Group Of Children Playing In Park

Com efeito, proferir palavras com tanto cuidado como se fossem dirigidas para nós é fundamental e é básico. É essencial empregar palavras positivas, de bom íntimo, que gerem bem-estar à nossa volta, principalmente quando estão crianças a rodear-nos.

Desde o nascimento até aos sete anos, as crianças estão em formação e em contínua transformação. Tanto a nível físico como mental e espiritual, a criança está a formar alicerces que ficam para o resto da sua vida. É ainda neste estádio que são mais traquinas, mais irrequietas, mais frenéticas. Gostam de experimentar e questionar tudo, como só elas sabem.

Para que elas aprendam a ser organizadas e a terem bons valores, disciplina e noção do que valem, é importante que o ambiente que as rodeia e, onde crescem, seja tranquilo, estável e de paz.

É importante que aprendam que os pais só têm uma palavra a dar. São eles que as influenciam no seu caráter, o que vai contribuir, de forma positiva, para a sua formação. Por isso, tudo o que forem palavras bem colocadas, esclarecedoras e que emanem energia consistente e ditas em bonitas expressões são autênticos ensinamentos históricos. Na hora de dormir, por exemplo, contar histórias que as prendam aos livros.

Há quem pense que os valores só podem ser passados às crianças na idade escolar. Não sou especialista nesta matéria, embora tivesse sido professor. No entanto, estudos mais recentes dizem-nos que é nessa idade que as crianças são mais capazes de assimilar a informação ensinada. Outros, dizem-nos que é até aos sete anos de idade que elas são mais observadoras e, por conseguinte, captam com mais rapidez tudo o que as rodeia.!

De certeza que os valores que adquirirem são os que se devem enaltecer. São eles que vão fazer parte do seu desenvolvimento intelectual futuro, da atitude, do bem-estar e por consequência obter os melhores resultados para o resto da vida. Homens com valores morais e intelectuais, precisam-se.

Foto: Sulinformação.pt