Todas as cidades turísticas do País, além de outros desportos, têm um campo de golf, que embora seja considerado, erradamente, um “desporto para ricos” traz uma mais valia, no aspeto cultural, para essas cidades.

Ora, na minha modesta opinião, a nossa cidade tem tudo a ganhar com a construção de um campo de golf. Primeiro, porque já tem já uma Associação Vianense de Golf, inscrita na Federação Portuguesa do mesmo. Segundo, porque a realização de torneios nacionais e estrangeiros projetará o nome de Viana do Castelo nesta modalidade. Isto quer dizer que, com este equipamento e as suas estruturas, a nossa cidade entra no roteiro das grandes cidades mundiais, com praticantes de alto gabarito que, além de trazerem divisas, trazem também a sua cultura. 

Por isso, a Associação Vianense de Golf espera que, quer a Câmara Municipal de Viana do Castelo, na figura do seu presidente, que conseguiu cerca de 24 milhões de euros para obras no Vale do Neiva; quer a Porto e Norte de Portugal, bem como a Federação Portuguesa de Golf, ajudem a transformar em realidade o sonho da Associação Vianense de Golf, construindo nesta Noiva do Lima um destes campos, dotado das suas principais valências. 

Viana, além de ter um turismo de massas, quer também ter um turismo de qualidade, que a faça transportar para as grandes cidades europeias e mundiais, onde o golf é praticado.

Vamos esperar.